Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos



Vem de longe um acorde que acalanta
Tamanha dor que sucumbe os meus dias
No perpassar do tempo se agiganta
Amargas e ácidas avarias

Recordo aquela música marcante
Que exerce forte poder sobre mim
Lembro do ritmo tão contagiante
Quando para mim fazias festim.

Hoje só o pesar e desenganos
Que me esmaga o solo do coração
Floresce na vida dias tiranos

Amar é assim, dor, satisfação
Tempero que salga o quotidiano
Afeta as raízes do coração.
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 10/02/2021


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr