Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos

Cravo e Rosa
O cravo estava sozinho
Sozinho e sem companhia
A rosa ofereceu espinho
Veja!  Quanta ironia!

O cravo ficou tristonho
Com a imagem sombria
A rosa quebrou o espinho
Se achegou com alegria

O cravo ficou feliz
Por encontrar seu par
Rosa por um triz
Não fez o cravo chorar
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 05/03/2017


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr