Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos

Descaso

D everas sucateada está  a tranqüilidade do povo  
E stamos todos à mercê da própria sorte  
S ujeitos aos ataques da classe dominadora... Os desonestos
C onfinados e tementes à violência e suas conseqüências
A guerra fria estampada  por todos os lugares
A utoridades: cegaram, calaram-se e ensurdeceram
S em vontade política não há evolução
O povo sem Paz contando apenas com a mão divina
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 07/08/2013


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr