Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos

Não deu pra entender!
Não deu pra entender!

Acordei sobressaltado
Tudo parece diferente
Uma indiferença estampada
No rosto de toda gente

A empregada me ignorou
A mesa não estava posta
O papagaio, o hino nacional não cantou
Nem o cachorro me fez festa

Cumprimentei o vizinho
Este nada me respondeu
O jornaleiro passou caladinho
Que diabos! Quem sou eu?

Com vinte anos apenas
Quando me olhei no espelho
De mim até tive pena...
A cara, era de um escaravelho

O pior aconteceu
Lá na repartição
O chefe não me reconheceu
Amigos não me deram a mão

No banco o cartão foi recusado
Não cometi nenhum agravo
Pra ser assim condenado
Por  todos ignorado

O que será que acontece
E em que mundo estou?
Se ninguém me reconhece
Quem será que eu sou?


Diná Fernandes



dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 26/09/2010
Alterado em 22/10/2011


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr