Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos


Não revele os teus segredos
Jamais lamentes as tuas dores
O que vai a público vira enredo
Mexericos são como falsos amores

Sofre calada, mitiga teu sofrer
O canto é mais forte que a dor
Canta e apascenta teu padecer
E sentirá a calma em teu interior

 
Não pense em retroceder
Segue confiante até o fim
Há o escuro e o alvorecer
São momentos e não fim!

Espera o amanhã, novo dia
E Mira o dourado sol nascente
Põe no coração toda alegria
E terá vida  plena, reluzente!
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 09/04/2018
Alterado em 09/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr