Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos

Gosto de escrever suprimindo certo elemento, gosto do grito do verbo, do exercício que ferve meus neurônios, é divertido e me oferece voos homéricos, contribui com meu crescimento poético, escrevo o que bem quero, é um modo inteligente, crio, e pergunto o motivo de compor desse jeito diferente.
É que percebi que me desenrolo como novelo, solto o fio e sigo sem controle e sem tempo fixo, nem ligo o senhor cuco medindo os minutos e o tempo, e me perco nesse desembesto; escrever, escrever e escrever...
Você que veio ver, se gostou muito bem; se desgostou, deixe seu timbre com seu voto , confesso que terei muito respeito por seu sentir.
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 16/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr