Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos


Eu te amo com todo ardor
Eu te quero com tuas manhas
Para alimentar nosso amor
Sou a heroína nas façanhas

Para este querer arrebatador
Sem amarras, nada regulado
Uso meu toque inovador
Quero momentos acalorados

Quero amor e nada mais
Juntinhos, vamos devanear
Aqueles carinhos essenciais
Que bem me fazem delirar

O amor, quando saturado vasa
E eu quero é febre na minha cama
Quando o coração do amor se cansa
Como vela na chuva, apaga a cham
a
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 13/03/2018
Alterado em 13/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr