Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos

A passionalidade que há em teu versejar
Toca a essência de minh’alma.
screves para mim, creio!
Leio-te e renasço como Fênix,
Ganho força e vida, já não sou solidão,
Ventos não mais conspiram contra mim,
Vislumbro novas paisagens,
Me visto de encantamento
Renascida e feliz presente na sua escrivaninha
Como musa dos teus versos
Sou o arrebol das tuas tardes,
a insônia das tuas noites,
o sol do teu amanhecer
sou a inspiração que sussurra ao teu ouvido.

dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 03/09/2017
Alterado em 03/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr