Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos







 


 Seu olhar incendiário
Ardeu em minha pele
Era um tanto sério
Porte bonito, tinha ele
 
Um olhar de quem deseja
À todo custo se aproximar
Se a oportunidade enseja
Pus-me, ao moço provocar
 
De provocações pirrônicas,
E ausência de sensibilidade
Para as olhadas hedônicas,
Senti uma  falsa realidade


 Alguma dúvida pairou
Levar à frente ou não?
Creio, o coração recuou
Ou faltava aquela afeição?
 
Me senti tão só, e hesitei
Coração está disponível
Mas, o meu amor não darei
A um coração incompatível.


assinatura_2%2B%25281%2529.gif
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 09/07/2017
Alterado em 11/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr