Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos



O tempo passou, 
Lembranças , lembranças e lembranças.
Choro e me perco na estrada sem rumo,
Te escuto até no silêncio do deserto.
Densas sombras abafam
O soluço do meu pranto.

Esse amor que vem d'alma
Já me deu muitas alegrias
Agora é só nostalgia.
Não importa...amar é sentir,
É colidir de frente,
É saber esperar.

Os espinhos da dor
Alfinetam o coração,
Querem expulsar o amor
Que vive neste peito
Que não perdeu o encanto
E que ainda te espera.

Que eu não sinta raiva de mim
Por te amar tanto assim!


assinatura_2%2B%25281%2529.gif
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 08/07/2017
Alterado em 10/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr