Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos


 
Eu sou o amor,
Sou vigia dos seus sentimentos
Não ouves o grito na garganta?
O amor não deseja adiamento
Veja que a cada instante se agiganta.

Eu sou o amor,
É inadiável vive-lo,
Por que recusas com rigor?
Escute meu apelo!

Eu sou o amor,
Amor plangente
Eu sou a sublimidade
Ama-me integralmente
Sinta minha suavidade...

Eu sou o amor
Povoar seu coração
Como meu doce linimento
Até que transborde a paixão,
É o meu intento.

dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 11/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr