Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos




 
O tempo é austero,
parece dono de mim,
impõe ao meu coração
o que nunca desejei... Esquecer você!
Sussurra ao meu ouvido,
que é hora de renovar as emoções,
deixar as lembranças desaguarem
no barco do passado.
Os olhos do tempo são analógicos,
os meus, continuam atentos,
porém fixo na sombra do amor desfeito.
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 13/04/2017
Alterado em 22/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr