Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio.? Caio Fernando Abreu
Textos


Doei-me sem nenhum limite
No entanto você só me feria
Sofri e  perdi da vida a magia.
E usei de um certo requinte!...
 
Amor que doeu, em estado latente
Tudo suportei, de mim você sorria
Doei-me sem nenhum limite
Amei  muito mais do que devia
 
Sem aturar rejeição e acinte
Vivo melhor livre dessa agonia,
Sofri por ser um tanto insistente
Hoje estou feliz, quem diria...!
Doei-me sem nenhum limite.
dinapoetisadapaz
Enviado por dinapoetisadapaz em 12/12/2014
Alterado em 16/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr